O que é balanço patrimonial?

Abrir um negócio próprio é uma ótima opção para fugir da crise que os brasileiros vêm enfrentando. Porém, para garantir o sucesso dessa empresa, é fundamental que a saúde financeira esteja em dia. Caso contrário, coloca-se todo o investimento em risco.

Por isso, vamos explicar, neste artigo, o que é balanço patrimonial.

Entendendo um pouco mais sobre o balanço patrimonial

Em resumo, trata-se da principal demonstração do sistema financeiro de uma empresa. É um relatório contábil obrigatório por lei que revela como está o patrimônio da empresa durante um determinado período.

Normalmente, ele é feito no fim do ano, mas isso não é regra e pode variar de empresa para empresa.

O balanço patrimonial deve mostrar o patrimônio da empresa tanto no que diz respeito à qualidade como a quantidade. Deve-se equilibrar os bens e os direitos com as obrigações e com as participações dos acionistas.

Parte-se da ideia de equilíbrio, onde os dois pratos de uma balança devem permanecer sempre iguais. Se eles não estiverem iguais, significa que há algum erro na contabilidade da empresa. Assim, verifica-se quais são e quanto valem os bens do negócio.

O quadro do balanço patrimonial é dividido em duas colunas:

Na coluna da esquerda, fica o Ativo, em que são discriminados os bens e os direitos, com a especificação qualitativa e também os seus respectivos valores.

Já na coluna da direita, fica o Passivo, ou seja, as obrigações da empresa, que normalmente tratam-se das dívidas para com os terceiros e os valores a serem pagos. Ainda no lado direito, deve estar o Patrimônio Líquido, que nada mais é do que os investimentos dos acionistas e a reserva de lucros.

Balanço Patrimonial – Modelo de Balanço Patrimonial

Ativo Passivo 
TOTAL DO ATIVO3.000.000,00TOTAL DO PASSIVO3.000.000,00
ATIVO CIRCULANTE2.445.500,00PASSIVO CIRCULANTE2.100.000,00
Disponível531.500,00Obrigações a Fornecedores845.000,00
Caixa1.500,00Fornecedores Nacionais490.000,00
Banco Conta Movimento300.00,00Fornecedores Estrangeiros355.000,00
Aplicações Financeiras de Liquidez Imediata230.000,00
Empréstimos e Financiamentos550.000,00
Clientes505.000,00Empréstimos a Pagar550.000,00
Duplicatas a Receber505.000,00
Tributos a Recolher139.000,00
Outros Créditos35.000,00ICMS a Recolher139.000,00
Adiantamentos a Empregados35.000,00
Obrigações Trabalhistas e Previdenciárias195.500,00
Tributos a Recuperar85.000,00Salários a Pagar90.000,00
ICMS a Recuperar85.000,00INSS a Recolher8.000,00
FGTS a Recolher95.000,00
Investimentos Temporários a Curto Prazo100.000,00Férias a Pagar2.500,00
Ações de outras empresas100.000,00
Participações e destinações de Lucro Líquido335.000,00
Estoques1.189.000,00Dividendos a Pagar335.000,00
Mercadorias para Revenda650.000,00
Matérias-primas535.500,00Outras Obrigações35.500,00
Almoxarifado3.500,00Contas a Pagar35.500,00
ATIVO NÃO CIRCULANTE554.500,00PATRIMÔNIO LÍQUIDO900.000,00
Ativo Imobilizado475.000,00Capital Social840.000,00
Móveis e Utensílios155.000,00Capital Integralizado840.000,00
(-) Depreciação Acumulada de Móveis e Utensílios-30.000,00
Instalações600.000,00Reservas de Capital60.000,00
(-) Depreciação Acumulada de Instalações-250.000,00Reserva de Correção Monetária do Capital Social0,00
Reserva de Lucros46.500,00
Intangível79.500,00Reservas de Lucros a Realizar13.500,00
Fundo do Comércio125.000,00
(-) Amortização de Fundo do Comércio-45.500,00

Alguns conceitos para compreender o procedimento do balanço patrimonial

Curto prazo

Todas as obrigações do sistema financeiro da empresa, bens e direitos realizáveis em moeda ou com conversão, que tem vencimento até o término do exercício social (no caso, do ano seguinte).

Longo prazo

Todas as obrigações do sistema financeiro da empresa, bens e direitos realizáveis em moeda ou com conversão, que tem vencimento após o término do exercício social (ano seguinte).

Grau de liquidez

Trata-se do prazo máximo para que os bens e direitos possam ser transformados em dinheiro. Um exemplo para entender melhor como funciona é o dos tipos de conta. A conta Caixa já é dinheiro, assim, tem uma maior liquidez. Já a conta Veículo, por exemplo, ainda precisa ser vendida para transformar-se em dinheiro e, portanto, tem menor liquidez.

Nível de exibilidade

É o maior ou o menor prazo para que as contas da empresa sejam pagas. Explicando melhor: as contas que precisam ser pagas mais rapidamente (em curto prazo) tem um nível de exibilidade maior, e as contas que tem um tempo maior para serem pagas (em longo prazo) já estão em um nível de exibilidade menor.

Realizável

É tudo aquilo que pode ser mudado, convertido, e transformado em dinheiro – disponibilidade, usando o termo mais correto. É uma expressão usada na parte Ativa.